domingo, 29 de agosto de 2010

Negando a realidade

Não, você não é uma flor. As flores, presas ao chão, só dançam conforme o vento. Você voa, balança em todas as direções, caminha leve, reflete cor nas paredes brancas do meu quarto. O sol só amanhece quando você acorda e fica ali, escondido, esperando-te levantar. Você cheira a gente, a cama antes de dormir, dengo. Não..., você não pode ser uma flor. Uma flor é real demais.

2 comentários:

  1. Sorte dessa flor que além de voar, habita o teu imaginário de forma tão delicada e poética.
    Um beijo!

    ResponderExcluir